Como funcionam os cartões de crédito pré-pagos?


Foto: Suad Kamardeen/Unsplash

Além do estresse próprio de quem está no maior sufoco por causa das contas atrasadas, um outro problema de estar negativado é que, com o nome sujo, fica muito mais difícil ter acesso a algumas facilidades. Por exemplo, se seu score de crédito não anda às mil maravilhas, é possível que você tenha um pedido de cartão de crédito negado. E aí, como aproveitar benefícios típicos dos cartões, como a possibilidade de fazer compras em sites internacionais ou receber descontos em estabelecimentos parceiros?

Para essa e outras situações, uma alternativa é contar com um cartão de crédito pré-pago. Juntando características tanto do cartão de débito quanto de crédito, essa forma de pagamento pode ser usada para fazer compras na internet e no exterior. A diferença é que, como o pagamento das despesas é feito antes, ele não depende de uma avaliação de crédito criteriosa. Sem contar que, com ele, também é muito fácil controlar as finanças!

 

Como funciona um cartão de crédito pré-pago

O funcionamento do cartão de crédito tradicional você já conhece: desde que você tenha limite disponível, com ele é possível ganhar até 40 dias para pagar por uma despesa. Já o cartão de débito funciona quase como uma transferência, isto é, ao fazer um pagamento, o valor correspondente à compra sai na hora da sua conta bancária. Por isso mesmo, é necessário ter saldo disponível ou, pelo menos, um valor liberado no cheque especial.

Um cartão de crédito pré-pago, por sua vez, é parecido com um cartão de débito, mas funciona como um cartão de crédito. Parece confuso? A gente explica! Em linhas gerais, em vez de receber um limite de crédito pré-aprovado do emissor, com um cartão pré-pago é você quem determina quanto pode gastar ao abastecê-lo com determinado valor de forma antecipada.

Na prática, digamos que você contratou um cartão pré-pago e decidiu abastecê-lo com R$ 200. Nesse caso, você terá até esse valor para fazer compras com o cartão, sendo que, a cada despesa, a quantia é debitada diretamente do seu saldo. Por exemplo: ao fazer uma compra de R$ 50, você ficará com R$ 150 para gastar. Lembrando que o cartão pré-pago não é descartável e sim recarregável, ou seja, quando o saldo acabar, você poderá fazer uma nova recarga.

 

Vantagens do cartão de crédito pré-pago


O cartão pré-pago pode ser usado onde quer que os cartões de crédito da bandeira são aceitos. Foto: Joshua Rodriguez/Unsplash

Se o pagamento é descontado na hora, de um dinheiro depositado de forma antecipada, qual é a vantagem em relação a um cartão de débito tradicional?, alguns podem questionar.

De fato, um cartão pré-pago não dá a seus clientes a facilidade de ter até 40 dias para pagar por uma despesa. Mesmo assim, acredite: ele tem uma série de vantagens. Confira:

  • Compras online e internacionais: enquanto o uso do cartão de débito costuma estar restrito a lojas físicas, cartões pré-pagos são aceitos onde quer que os cartões de crédito são aceitos, de acordo com a rede credenciada da bandeira. Ou seja, com ele você pode fazer compras online, pagar por serviços como Netflix, entre outros. No entanto, não são permitidas compras parceladas.
  • Nada de burocracia: como não depende da liberação de crédito, para ter um cartão pré-pago, muitas vezes não é preciso passar por análise de score de crédito, consulta de CPF ou apresentar muitos documentos, como comprovante de renda.
  • Não é preciso ter conta em banco: diferentemente dos cartões de débito, o cartão pré-pago não precisa estar vinculado a uma conta corrente. Como exemplo, pode ser uma opção para fazer o pagamento de salários de funcionários que não tenham conta bancária.
  • Maior controle das finanças: como a recarga é feita de forma antecipada, você não corre o risco de gastar mais do que recebeu e ficar sem dinheiro para pagar a fatura, como no cartão de crédito tradicional. Além disso, o valor disponível se restringe ao valor depositado. Ou seja, não há chance de você cair no cheque especial.
  • Seu dinheiro protegido: diferente do que acontece com dinheiro vivo, caso seu cartão seja perdido ou roubado, algumas bandeiras e emissores permitem recuperar o valor gasto. Seja como for, é possível fazer o bloqueio do cartão.

Por todas as razões listadas acima, o cartão pré-pago pode ser uma ótima pedida não só para negativados, como para qualquer um em busca de um controle maior dos gastos no cartão de maneira geral ou em situações específicas.

Entre elas, podemos citar a mesada das crianças. Antes de delegar a elas a responsabilidade de lidar com um cartão de crédito tradicional, por que não começar com um cartão pré-pago? Outra dica fazer uso dos cartões pré-pagos em viagens, já que, assim, você consegue tanto limitar seus gastos quanto evitar maiores problemas, em caso de perda ou roubo do cartão.

 

Como recarregar o seu cartão de crédito pré-pago

Para colocar dinheiro em seu cartão pré-pago, é fácil: procure por lojas e estabelecimentos credenciados e solicite sua recarga. Geralmente, elas possuem um selo com “recarregue aqui” e informações sobre a bandeira do cartão. Ou, para quem prefere fazer a recarga sem sair de casa, é possível fazer isso pela internet, por meio de uma transferência ou pagamento de boleto. No entanto, no caso do boleto, o dinheiro pode levar até 72 horas para ser liberado no cartão.

Ah! Vale destacar que você também pode pedir para receber o seu salário ou qualquer outro pagamento devido a você diretamente no seu cartão pré-pago. Caso precise de dinheiro vivo em algum momento, é possível fazer saques em caixas da rede 24 horas.