Você sabia que é possível pagar contas com cartão de crédito?

Ter até 40 dias para pagar por uma despesa é uma das vantagens mais conhecidas do cartão de crédito. O que muita gente não sabe é que ela também pode ser usada no pagamento de contas. Veja como funciona!


rawpixel/Unsplash

Independente do motivo, vamos imaginar que você se descontrolou nos gastos e acabou ficando sem dinheiro para pagar algumas contas, como água e luz. E agora, o que fazer: atrasar o pagamento — e ficar sujeito a juros e multas — , ou pegar um empréstimo para fazer o pagamento em dia? Se nenhuma das opções te atrai, saiba que, em alguns casos, existe também outra saída: pagar contas com cartão de crédito!

Ainda pouco conhecida, essa funcionalidade já está disponível para cartões de alguns dos principais emissores do Brasil. E ela não serve apenas para dar até 40 dias para pagar as suas contas! Em geral, os valores gastos em pagamentos também geram pontos no cartão. Ou seja, pode ser uma alternativa para aproveitar ao máximo o programa de recompensas. Mas fique atento! Algumas taxas e encargos podem aumentar o valor da conta na fatura. Ficou curioso? A seguir, explicamos como funciona o serviço.

Como pagar contas com cartão de crédito?

Embora a prática esteja se popularizando, ainda não são todos os cartões de crédito que dão essa facilidade. Por isso, antes de mais nada, o primeiro passo é verificar se o emissor permite o pagamento de contas no cartão, e quais são as condições.

As regras variam de banco para banco. Mas, em geral, o serviço não fica disponível de maneira automática, e é preciso fazer a liberação dele na agência, internet banking ou central de atendimento do emissor. Durante o contato, aproveite para tirar dúvidas em relação a taxas e limites. A maior parte dos emissores estabelece número e valor máximo de boletos que podem ser pagos mensalmente no cartão.

Já passou por essa etapa e o serviço está liberado? É hora de escolher o tipo de pagamento! Hoje em dia, muitos cartões trabalham com 2 opções:

  • Pagamento avulso: com ele, você faz o pagamento de boletos de forma independente e “manual”. Surgiu uma conta que você deseja pagar no cartão? É só acessar o internet banking ou aplicativo — ou ligar na central de atendimento — informar o número do código de barras, escolher a opção “pagamento no cartão” e pronto! Você terá até o dia de vencimento da fatura para pagar.
  • Pagamento automático: funciona como o débito automático, podendo ser usado no pagamento de contas mensais. Nessa modalidade, a cobrança é feita no dia de vencimento de cada boleto. Mas atenção! Para isso, é preciso ter limite liberado no cartão. Digamos que você tenha um limite de R$ 1.000, e já tenha usado R$ 800, contas a partir de R$ 200 não poderão ser pagas.

Ah! É importante destacar que, no modo automático ou não, o limite para pagamentos de conta está sempre vinculado ao limite do cartão. Ou seja, você nunca poderá ultrapassá-lo. Tome cuidado para não se atrapalhar com as parcelas e ser pego de surpresa ao pagar as contas a cada mês.

 

O que pode e o que não pode ser pago com o cartão

Mesmo com o serviço habilitado, em alguns casos, pode não ser possível fazer o pagamento de uma conta com o cartão. Isso acontece porque cada emissor determina o que pode ou não ser pago com a modalidade. Mas, normalmente, podem ser pagos com o cartão de crédito:

  • Contas de concessionárias, como água, luz, telefone e gás, mesmo após a data de vencimento da fatura (nesse caso, é preciso pagar também pelos encargos).
  • Títulos de compensação com código de barras, desde que pagos até a data de vencimento do boleto.

Desde 2012, todos os impostos federais podem ser pagos no cartão de crédito. Em janeiro de 2019, o Governo de São Paulo também liberou o cartão para pagamento do IPVA. No entanto, alguns emissores acabam restringindo o uso. Por exemplo: cartões emitidos pelo Santander não podem ser usados para pagamento de tributos (IPTU, IPVA, entre outros).

Da mesma forma, alguns cartões de crédito emitidos pelo Itaú, como Hipercard, Sam’s Club Itaucard e Walmart Itaucard, só podem ser usados no pagamento de contas de concessionárias. Dito isso, mesmo os cartões mais abrangentes têm algumas restrições.

Conheça os principais tipos de conta que não podem ser pagos com o cartão:

  • Faturas ou títulos que tenham como “cedente” (pessoa ou empresa que vai receber o pagamento) o próprio emissor do cartão.
  • Títulos que não sejam de natureza pessoal, e que estejam em nome de outra pessoa ou empresa.
  • Títulos que tenham como “cedente” empresa em que você seja sócio ou acionista.

Lembrando que cada emissor tem suas regras. Por isso, antes de contar com o cartão para pagar algum boleto, entre no site do banco e confira direitinho o regulamento.

Atenção às possíveis taxas e tarifas!

Ter até 40 dias para pagar contas e, de quebra, acumular pontos no programa de recompensas são os principais atrativos do pagamento de boletos no cartão de crédito. Mas, para o serviço ser, de fato, vantajoso é preciso ficar muito atento à cobrança de encargos que podem encarecer o valor final da conta na fatura.

Muitos bancos cobram tarifa de até R$ 26 por cada boleto pago com o cartão. Além disso, é cobrado IOF diário, com alíquota de 0,0082% ao dia — válido do dia do vencimento da conta até o dia de pagamento da fatura —, e adicional de 0,38% por operação. Então, quando vale a pena usar o cartão para pagar contas?

Vai depender de quanto tempo você vai levar para pagar a fatura e das condições do emissor. O Santander, por exemplo, é um dos que, temporariamente, não cobram tarifa pelo pagamento de contas no cartão, e permite acúmulo de pontos no programa de recompensas pelo uso do serviço.

Considerando uma conta de R$ 1.000, se você fizer o pagamento no cartão no dia de fechamento da fatura, e levar 10 dias para pagar (vencimento da fatura), pagará o equivalente a R$ 4,62 de juros. Por outro lado, pode acumular até 258 pontos, dependendo do cartão (com dólar turismo a US$ 3,87, cotado em 11/02/2019).

Gostou de saber mais sobre essa funcionalidade ainda pouco conhecida do cartão de crédito? Continue acompanhando o blog da CartãoJá para mais informações de como aproveitar melhor cada um dos serviços e benefícios oferecidos por ele.